MISSÃO CUMPRIDA: NA HUMILDADE!



E chegamos ao sexto capítulo do Missão Cumprida. Este episódio da campanha é considerado difícil, e é mesmo; no entanto, o uso de estratégias ajuda muito. Kashyyk, o mapa em que jogamos nesta etapa, é bem interessante: tem veículos, água, torres, árvores, muralhas, motos... só falta aviões e barcos para que virasse um Battlefield turbinado.


Não espere muito heroísmo de mim nessa fase. Minhas estratégias passaram longe do combate direto, hahaha.

Bom, vamos à missão, que não começa nada bem. Nosso primeiro objetivo é capturar e evitar que os droids recuperem um posto de comando. Seria algo tranquilo de ser feito se não chovesse inimigo. Aqui, minha estratégia foi me esconder e esperar o tempo acabar. É sério, hahahahah. Procurei ficar em um ponto em que nossos amigos robôs não pudessem me acertar (muito) e que estivesse perto do posto a ser defendido, para que não ocorresse a derrota. Há um lugar perfeito: ao lado do robozinho de munição e do pequeno muro. Agache e fique de costas coladas na parede, matando apenas aqueles que ficarem visíveis.

O tempo vai passar, eventualmente pode ser que você morra ou o ponto de controle seja neutralizado. Não se desespere: volte lá e repita o procedimento.

Sobrevivida a primeira parte da fase, somos ordenados a recuar para trás das muralhas de uma fortaleza petrolífera (é necessário chegar perto do posto de comando no interior dela para completar o objetivo). Poderíamos só continuar pegando pontos de controle até acabar com os dos droids e evitar uma das piores partes da missão, mas ordens são ordens (não dá pra contrariar mesmo: o último posto deles, neste momento, é travado e impossível de capturar).

Já dentro da fortaleza, devemos proteger a refinaria por cerca de quatro minutos. É muito tempo, e do outro lado das paredes, tanques caracol estão ansiosos para entrar e quebrar tudo. Aqui, meu esquema foi, novamente, me esconder perto de um local de importância, na humildade. Nesse caso, foi ao lado dos controles da Sea Wall, onde posso consertá-la (se você não gosta de ser Engineer, vai ter que achar outro jeito de resistir por tanto tempo. Tentei ir de Trooper e usar os IFT-X mas não funcionou) e ser ignorado pela maioria dos nervosos droids. Não faça nada além de ficar vivo e manter a Sea Wall erguida. Os minutos vão demorar a passar, os seus reforços vão cair muito, mas vai dar certo (pelo menos para mim, deu, haha). Caso você morra, o muro caia e um caracol entre, destrua-o primeiro antes de voltar a se esconder, pois eles são os que mais causam danos à refinaria.

Toca o som de etapa cumprida: o tempo acabou! Se você chegou até aqui, parabéns, mas a missão ainda não acabou. Yoda chega junto com mais reforços (não muitos, sempre evite morrer) e agora devemos tomar todos os postos de comando. Na minha opinião, o jedi não ajuda muito: eu não consigo nem pegar o primeiro ponto com ele. A foto ao lado foi tirada após conseguir matar três droids e morrer para um caracol.

Uma boa dica é: use os veículos. Não dá para capturar pontos do interior deles, mas a simples presença deles já contribui muito, pois muitos dos inimigos vão se concentrar em destruir o tanque ao invés de te matar. Por isso, minha estratégia para essa parte foi a seguinte: pegar um IFT-X; chamar, com o botão F4 (Get in), um clone para entrar no tanque; sair do veículo ao limpar, suficientemente, a região do posto a ser tomado (o seu amigo clone vai ficar dentro do IFT-X. Isso vai ajudar muito); ficar vivo e manter o tanque inteiro (os poderes do Engineer ajudam aqui também) até que o ponto seja da República; repetir para todos os Command Posts.


Não são só os veículos que ajudam nessa missão; os wookies contribuem muito, principalmente nessa última etapa. A melhor parte é que eles podem morrer à vontade, pois não contam como seus reforços. Esses peludos vão cair com tudo em cima dos pobres droids nos dois primeiros postos; por outro lado, nos dois últimos não ajudam muito. De qualquer forma, ao ser tomado o último ponto, um som final de objetivo completo toca e é enunciada a vitória. Missão Cumprida!

Peço desculpas pela minha covardia nessa fase, mas foi o jeito encontrado de triunfar, hahaha. Bom, aqui encerro este capítulo. O próximo será em Utapau: o corajoso Nellynho irá novamente “lutar” em terra num dos últimos confrontos entre clones e droids. Até lá!
Compartilhar no Google Plus

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.