DICAS DOS DESENVOLVEDORES DE BATTLEFRONT SOBRE OS MAPAS DO JOGO

Sabe quem é este Daniel Cambrand? Não?! Pois deveria...
Os apaixonados por Star Wars Battlefront não aguentam mais de tanta ansiedade para a versão produzida pela DICE ser lançada ano que vem. Nem mesmo se sabe a data específica, apenas que será no verão de 2015.

Essa eterna espera faz com que a nossa imaginação comece a projetar como serão os mapas de SWBF, ainda mais pelo game estar sendo preparado unicamente para os consoles PlayStation 4 e Xbox One, além de PC. Então DICE, abuse dos gráficos hipermegablastersuper fodásticos, pois esperamos que essa angústia pelo lançamento será recompensada com explosões inesquecíveis.

Até lá, porém, nos resta imaginar como serão os novos mapas. Mas, graças a Força, sempre pipocam na internet informações ou boatos que nos ajudam na tarefa de imaginar os cenários que Battlefront nos reservará.

Para a nossa sorte, porém, há uma maneira mais confiável de se informar sobre a produção do jogo. Os desenvolvedores do game soltam, normalmente no Twitter, dicas de como está a criação de SWBF. Os nossos heróis nesse caso são Dennis Brännvall (@DICE_FireWall), Victor Lundberg (@ViktorALundberg) e Daniel Cambrand (@TearGasJazz).


Para você não ter que ficar fuçando o histórico de cada desenvolvedor na rede social, nós da BF BRASIL fizemos o favor de resumir o trabalho (se é que podemos chamar assim) de cada um nesta matéria. Dá uma zoiada!

Dennis Brännvall
“Não tem como dizer se é CGI ou o próprio jogo”. Este tweet do líder de desenvolvimento do novo Battlefront, Dennis Brännvall, resume o grau de perfeição que a equipe da DICE está tendo com a arte do jogo. O sueco soltou esse comentário para expressar sua opinião quanto ao trailer oficial do game, que acontece em Hoth. Não viu ainda? Só clicar aqui!

Duas coisas me deixam tranquilo quanto ao responsável pela direção de desenvolvimento gráfico do jogo: primeiro o tweet mencionado ali em cima, mas segundo, e talvez até o mais importante, a preocupação de Brännvall em escutar o público para tomar decisões quanto a produção de SWBF. Sim, se você entrar no Twitter dele, verá vários RTs em sugestões, elogios e críticas dos seguidores deles. E eu achei isso simplesmente fantástico! Mostra que a DICE sabe da importância que essa sequência de Battlefront representa para todos os fãs da série! Dennis ainda soltou que se diverte trabalhando na criação do jogo.

A dica que o sueco deixou para nós quanto a que mapa estará presente no jogo foi quente, por mais que o mapa seja gelado. Ok, poderia ter evitado esse trocadilho, mas enfim… O que podemos tirar de conclusão quando lemos o seguinte num tweet que fala sobre SWBF: “Brincando na neve!”? É meus amigos, Hoth estará presente, não tem como ficar de fora. Além do mais, até agora toda a arte oficial do game já divulgada para o público, inclusive o trailer, tem como tema o gélido planeta que o Império fez questão de expulsar os rebeldes. Com esse tweet do Dennis, as dúvidas somem por completo.


Duas coisas boas num único tweet: primeiro é o entrosamento da equipe de desenvolvimento (esse @TearGasJazz também
é citado nesta reportagem, mais para baixo) e praticamente a confirmação de Hoth no jogo!
Viktor Lundberg
O mínimo esperado para Star Wars Battlefront é uma sequência inesquecível de tiroteios e explosões. Tão importante como os gráficos, porém, a sonorização de um game é parte fundamental para que aproxime o jogador ao máximo possível da realidade. Para tanto, a DICE parece ter escolhido o cara perfeito para cuidar especificamente dessa tarefa: o sueco Viktor Lundberg.

Apaixonado por todos os tipos de rock pesado possíveis, o guitarrista cuida também pelo design do jogo, mas tem como enfoque dar som a Battlefront. Será que teremos uma trilha sonora eletrizante? Fã de Iron Maiden e Planet X, a veia rock progressista de Lundberg combina com as explosões que SWBF exige.
Lundberg trabalha escutando os mais pesados sons de heavy metal!
Se deixa o menino inspirado, não vejo problema, rs
Sobre mapas, Viktor deu uma dica bem característica de quem cuida da sonorização. Ao postar uma foto do LEGO Star Wars com o tema da famosa Cantina de Mos Eisley, o apaixonado também por super heróis deixou no ar que o ambiente estará presente no game. Presente em SWBF2, a Cantina era uma pequena construção dentro do mapa Tatooine: Mos Eisley, nada muito elaborado para retratar o local, porém (e que ainda continha um glitch terrível para os espertinhos de plantão se esconderem atrás das paredes…).

Para o novo game, porém, podemos esperar uma Cantina maior e mais detalhada, por que não. O sueco já tinha postado no Twitter que estava tendo dificuldades de adaptar o som de algo dentro do jogo. Será que o perfeccionismo de Lundberg estaria atrelado a ambientalização de uma das músicas mais queridas de Star Wars? Nos resta esperar…

Daniel Cambrand
Perfeição é o apelido de Daniel Cambrand no escritório da DICE. Adjetivo que é visto com bons olhos para alguém que é responsável pela modelagem em 3D dos cenários e personagens de Battlefront, não?

O sueco não deu dicas expressivas sobre algum mapa em específico do game, mas por trabalhar na criação de todo o ambiente do jogo, resolvemos encaixá-lo nesta matéria. Viciado em videogames, Cambrand nos faz pensar através de seus tweets que ele daria trabalho para os mais temidos players de SWBF2, como Rankatoko ou Gen.Spike.

O “especialista” em Battlefield 4 não esconde o amor por Star Wars. Há várias publicações do desenvolvedor que poderiam ser comparadas com a alegria pura de uma criança em manhã de Natal. Daniel se mostra entusiasmado seja com os jogos testes de Battlefront ou até mesmo quando tem algum problema na parte de desenvolvimento, que não esconde em seus tweets a ambição de superá-lo.

Pode aguardar por mapas incrivelmente maravilhosos, afinal, pense bem: o que esperar de um cara que tem uma cueca de Star Wars?
Sim... Ele tem uma cueca do Star Wars!
---------------
OPINIÃO: primeiro que foi muito divertido apurar as informações para esta matéria. Ter que fuçar o Twitter de cada desenvolvedor foi muito interessante e me deixou mais aliviado. Aliviado porque eu (e agora vocês) sei quem está por trás do desenvolvimento do nosso tão aguardado Star Wars Battlefront. Querendo ou não, é quase inevitável ligar o gosto musical explosivo de Lundberg com a sonorização bombástica que o game deverá ter, ou então o perfeccionismo de Cambrand no mínimo detalhe da arte do jogo.

Observar Battlefront desse ponto de vista tão humano só aumenta as expectativas para o seu lançamento. Ficaremos de olho nos tweets de toda a equipe da DICE e qualquer novidade publicaremos aqui no site!

E você, gostou da equipe que está tomando conta de SWBF? Acha que os palpites para Hoth e Mos Eisley: Cantina são válidos? Deixe seu comentário aqui embaixo!
Compartilhar no Google Plus

2 comentários:

  1. Gostei muito, Vlw por nos deixar ainda mais ansiosos ^^ gosto muito de star wars.

    Parabéns pela matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Marcus! Realmente não foi nada fácil realizar a esta matéria, mas foi bastante prazerosa.

      Estava cansado também de ficar apenas lendo notícias de jogos cancelados, queria algo mais voltado para o que o futuro nos reservará. Vamos aguardar por mais novidades.

      É esperar também para que esses desenvolvedores soltem mais dicas nas redes sociais, rs...

      Excluir

Tecnologia do Blogger.